segunda-feira, 22 de abril de 2013

Os Pensamentos Dragões

Lembro-me da época em que a televisão parava de ter emissão por volta da meia noite. A partir desse horário tinha aquele chiado com a imagem cheia de chuvisco sobre o cinza. Parava tudo. Quando mais tarde Celia Biar começou com o gato a apresentar o último filme da noite, nos sentíamos num programa da altíssima madrugada. Hoje a TV funciona 24 horas sobre 24, de segunda a segunda. Tornou-se como nossos pensamentos.
Pensamos o tempo todo como se fossem incansáveis letreiros luminosos. Até quando dormimos o pensamento continua através do sonho, da produção poderosa do inconsciente. Somos banhados de ideias, lembranças, planos, desistências e muitas vezes como uma emissão enguiçada frases e cenas se repetem. Tudo o tempo todo estimulado pelo nosso cérebro.
Hoje temos na TV o seletor de canais, procuramos o que nos interessa mais. Eu, por exemplo, deleto de minha visão determinadas noticias e filmes...
Já para a emissão dos pensamentos o seletor de canais existe, mas para muitos fica no fundo da caixa e as pessoas não estão habilitadas a utilizá-lo.
As emissões invadem a tela mental e muitos continuam estáticos, dominados pelas cenas desagradáveis que só despertam angústia, ansiedades e raivas. Permanecem diante disto tudo como um expectador passivo, sem conseguir sair da poltrona.
É bem verdade que sair de si mesmo é impossível. As tentativas através das drogas, do sexo compulsivo, do álcool, através também das compras frenéticas, das hiperatividades são meios que podem até atordoar, mas estão longe de trazerem para cada um a capacitação de controlar determinadas emissões negativas.
Você já ficou hipnotizado diante da TV, durante programas que nem gosta de assistir?
Imagens tem esse poder. São captadoras da consciência e nos deixa em estado de transe... Se fixar em determinados pensamentos também. Quase hipnotizado pela mágoa... Pelo filme de terror emocional...
Já que os nossos pensamentos não param e têm o poder de serem estimuladores de vontades, sentimentos, emoções e sensações, é fundamental internalizar um bom diretor que tenha excelentes conteúdos para que a emissão seja o mais possível limpa de neuroses.
Podemos nos desviar de alguns canais que produzem emissões negativas. Começou um programa mental ruim, passe para outro estímulo. Muitas vezes é solucionador um bom desvio através de um cinema, uma volta, uma atividade intelectual. Levante faça um café, limpe armário e deixe de assistir certas emissões.
Se o seu seletor enguiçou de vez, procure um técnico para treinar o manuseio do seu controle remoto.
Em 23 de Abril dia de São Jorge. Ele montado no cavalo com a espada em punho para vencer o dragão.
O cavalo deste guerreiro simboliza a nossa libido, energia que através do desejo de sair de uma condição para ingressar em outra é disponibilizada. De posse dela, montamos nessa força que nos dará potência. Para que?  Para que através dos nossos conhecimentos, possamos aumentar a extensão de nossos braços para vencermos o dragão que se chegar muito perto nos queima ou mesmo nos destrói.
Eliminar todos os dragões da vida é uma tarefa impossível de ser realizada, mas com a espada em punho podemos mantê-los em distância segura.
São muitos dragões. Alguns em nós, outros tantos fora.
Quais são eles?
Primeiro? Os dragões naqueles que amamos. Presentes nos traços difíceis de serem eliminados, mas com o nosso lado “São Jorge” damos com firmeza limite e distância a estes aspectos. O lado dragão aprende com o tempo que ali não tem mais vez. De vez em quando testa de novo e a espada é acionada.
Outros mais? Os dragões que surgem nos sentimentos devoradores de nosso prazer que por falta de controle, deixa-se chegar até a proximidade de queimar o momento.
Temos também os dragões das ideias de impossibilidade de mudanças e dos recomeços. São estes os dragões que queimam chances...
Dia do dragão nem existe. Existe sim o dia daquele que exerce a vitória sobre ele.
Este dia se dá toda vez que você se veste de São Jorge, estimulado por Freud, por Buda, ou pela Cabala pouco importa. Quando se dá este dia?
O dia que você pegar o comando com o seletor para se colocar em sintonia com as emissões de equilíbrio, zelo e amor próprio.
Quem sabe fazer o documentário daquele que virou um herói de si mesmo? O nome da emissão? 
Dia do Bom Combate. 
Salve São Jorge. 
Me Salve!! Salve Salve!!!

Imagens: GettyImages

2 comentários:

  1. Essa cara sou EU!
    Demorei RESGATAR o comando com o seletor mas no que peguei?
    XÔ!!! DRAGÕES!!
    bjs
    Jacintha

    ResponderExcluir
  2. manuel todos os dias temos dragões para enfrentar.se não soubermos como conduzir nossos enfrentamos fica dif´cil.depende se estamos com nosso seletor na hora certa.bjs.marilia cordeiro.

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário.